Pelo histórico da CW, por trailers e imagens que eu vi antes do lançamento de The 100, achava que era mais uma série adolescente com as intrigas e triângulos amorosos que o canal adora. Até que numa bela noite sem fazer nada resolvi assistir o piloto para ter certeza do meu pensamento. Acontece que eu fui contrariada e pra falar a verdade, quando se trata de séries, eu amo isso. O resultado foi que quando eu vi já era 4h da manhã e eu estava viciada.
The 100 é uma série de televisão estadunidense transmitida pela The CW. A série estreou nos Estados Unidos em 19 de março de 2014. Baseada em um livro de mesmo nome, o primeiro de uma série da autora Kass Morgan. 

the100posterSinopse: Noventa e sete anos antes, um apocalipse nuclear dizimou o planeta Terra e destruiu a civilização. Os únicos sobreviventes foram os 400 habitantes de 12 estações espaciais que estavam em órbita durante o acontecimento, que depois uniram-se e formaram a Arca. Depois de tantos anos, a população das estações aumentou e os recursos estão quase acabando, o que pode significar o fim dos seres humanos. Por isso, os comandantes enviam para a Terra cem jovens prisioneiros, na tentativa de testar a situação do planeta e descobrir se existe a possibilidade de retorno ao local. Além de lidarem com as próprias diferenças, o grupo precisa se unir para enfrentar os perigos que os aguardam por causa da radiação. Para complicar, tudo indica que eles não estão sozinhos.

Os primeiros episódios, de fato, não compensam, mas me deixaram curiosa o suficiente para continuar. Notei uns pequenos furos no roteiro, e tava MUITO preocupada de verdade que já fosse começar aquela melação de casais adolescentes. Porém tudo melhora a partir da metade da primeira temporada, por isso meu primeiro conselho é: não desista no piloto.
Uma das coisas que mais chamaram minha atenção foi como mostram as cenas de “violência”, é a verdade nua e crua, porque tem muito sangue sim. Tudo perfeitamente detalhado e eu até fiquei chocada no começo (quando “série adolescente” não saia da minha cabeça). Conforme os episódios passam, mais cenas com armas e sangue aparecem e é muito bom, achei super bem feito.
Surpresas uma atrás da outra, quando você acha que resolveram o problema, surge mais cinco bem piores e mais bizarros. Sim, essa palavra mesmo, porque eles passaram por situações que eu fiquei pensando “de onde tiraram isso? como?!” e cada vez mais viciada.
Outro grande fator que me fez gostar ainda mais de The 100 é a evolução dos personagens. Todos eles de alguma forma vão evoluir e muito ao longo da série. Acontece que nessa evolução toda, nós espectadores temos muitas surpresas. Alguns personagens é caso de amor e ódio. Hoje, estou em dia com a série e meu segundo conselho: não diga que odeia um personagem logo nos primeiros episódios. 😉
Ao longo do tempo, você percebe que aqueles jovenzinho imaturos que “caíram” na Terra, agora são guerreiros, fortes, corajosos e sobreviventes. Eles passam por muitas situações que definem o caráter verdadeiro de cada um.
the-cw-the-100-promo-1x03-synopsis-bande
Como visto na sinopse, ” para complicar, tudo indica que eles não estão sozinhos”, preciso comentar sobre isso. (Isso não é spoiler, não reclamem!)
Sensacional as coisas que aparecem na Terra. SENSACIONAL. Apenas lidem com isso. 😉
É engraçado, que no Banco de Séries, nota-se a evolução dessa série pelos comentários e notas das pessoas. Fui rever os comentários outro dia desde o piloto até o fim e as mesmas pessoas que estavam criticando no começo são aquelas que estão elogiando agora e surtando “QUE EPISÓDIO!”, “ADORO CICLANO, FULANO…” hahah. ♥ ai pessoas!
Hoje, a série terminou sua segunda temporada e já foi renovada para a terceira. E eu aguardo ansiosamente, porque esse final… esse final!
Enfim, meu último conselho: dê uma chance vai! 🙂 The 100 me surpreendeu.
 


 
Espero que gostem!
Beijos, Mari.

Designer, publicitária, viciada em gatinhos, café e doramas. Criadora e autora do LoveCode - que publica conteúdo sobre entretenimento asiático há nove anos.

Write A Comment