Category

C-Drama

Category

Mais um ano chegando ao fim, mais um ano com muitos dramas de dar o que falar e mais um ano que venho nessa época dar uma notícia que eu amo:

O LoveCode Awards 2019 começou e este ano, com muitas novidades!

Pra quem ainda não conhece:

O Love Code Awards é uma premiação e brincadeira para saber a opinião dos dorameiros. O objetivo é selecionar os melhores do ano em diversas categorias no entretenimento asiático. É hora de escolher aqueles dramas que te fizeram surtar muito (ou não) durante o ano.

Raramente venho escrever sobre dramas chineses e o motivo é que eu raramente assisto aos c-dramas mesmo. Num belo dia, eu estava passeando pelo catálogo de dramas asiáticos da Netflix quando um deles me chamou atenção pelo título: “The Rise of Phoenixes”. A palavra “phoenixes” me deu a impressão de ser um drama com personagens marcantes, e quando assisti ao trailer, meus olhos não conseguiam desgrudar da tela ao ver cenas tão belas e uma história aparentemente promissora.

The Rise of Phoenixes é sobre poder, vingança e amor. Se passa na antiga China, onde duas pessoas destinadas ao ódio e ressentimento se erguem para cumprir seus objetivos, mas seu envolvimento pode se tornar muito mais perigoso quando um romance também está em jogo.

“Não é porque estou perdido que significa que sou um perdedor.” Com essa frase de Lost do Coldplay começo a resenha de Where The Lost Ones Go, um drama chinês que enche os olhos em ambientação e fotografia de iluminações variadas, porém traz reflexões obscuras sobre a vida. Quer entender o porquê dessa dualidade? Como funciona a sofrência pros chineses, ao menos em 2017? Acompanhe a resenha e ponha a OST pra tocar (já de antemão pedindo desculpas por ter achado apenas as músicas em mandarim, pois por incrível que pareça a OST em inglês foi impossível de encontrar, mesmo procurando por trechos com meu inglês quebrado >__<).

Where The Lost Ones Go | 可惜不是你 | também conhecido como: Unfortunately Not You , I’m Sorry It’s Not You |

Episódios: 24 | Emissora: Hunan TV | Trasmissão: 21/Novembro – 11/Dezembro/2017

Sinopse: A estória do primeiro amor entre dois jovens estudantes de Arte que os levam a uma jornada inesquecível. Ye Zi, uma das alunas principais de pintura tradicional chinesa e Xiang Ze Yi, um importante aluno em pintura a óleo, se conheceram e se apaixonaram na época de faculdade. No entanto, Ye Zi se encontrou de coração partido quando Xiang Ze Yi a deixou de repente, sem dizer uma palavra. Anos mais tarde, Ye Zi tornou-se uma famosa ilustradora de mangá. Na esperança de voltarem a ficar juntos, Xiang Ze Yi voltou a encontrá-la trazendo a confissão do que aconteceu e por que ele teve que deixá-la. Como Ye Zi vai reagir? O que ela decidirá? (via My Drama List, tradução adaptada).

Olá dramáticos, Edna Laize ~teclando~
Desde quando a Júlia lançou o projeto de legendar este drama chinês tão bem falado no Drama Lovers (hoje Fala Unnie), me interessei e semanas depois de ter todos os episódios upados, comecei a assistir The Princess Wei Young sem maiores pretensões e, mesmo já sendo indicada da força da protagonista, viciei dentro de 04 episódios.
Frenética, estratégica, não-convencional, apaixonada, fiel ao seu propósito. EMPODERADA.
Uma obra que poderia ser uma enciclopédia de plot twists decisivos para outros dramas.
Dorama/ C-drama: The Princess Wei Young
Também chamado: Jin Xiu Wei Yang
Eps: 54 episódios
Transmisssão:  11 de Novembro à 09 de Dezembro (2016) pela Dragon Tv
The Princess Wei Young foi o dorama histórico mais longo e mais rápido que já assisti. Ponha a OST pra tocar e vem entender o porquê essa produção de dramaturgia asiática é tão especial neste post \o/

Pela primeira vez na vida eu vi um drama chinês e aqui estou pra comentar com vocês. 🙂
Eu nunca via dramas chineses porque me irritava demais a dublagem, parecia tão estranho aos meus ouvidos. Por muitos surtos das amigas no twitter foi que me interessei por este drama e… bem, eu devorei! Assisti aos 30 episódios em três madrugadas! Hahaha

Love O2O (ou Just One Smile is Very Alluring) é um drama cheio de romance, fofinho e adorável. A temática me interessou bastante já que o drama trata de um casal que se conhece através de um jogo online (RPG). E pra ficar mais interessante ainda, o plot do romance é bem real, sabe? Não tem aquelas situações dramáticas, tristes e as reviravoltas que estamos acostumados nos doramas, posso dizer que é um romance simples, normal e lindo.