Tag

dorama

Browsing

E chegamos na segunda etapa do LoveCode Awards 2018 ? e eu continuo indignada como tempo está passando rápido, socorro!

Fiquei tão feliz, porque esse ano tivemos muito mais indicações, foi até mais difícil pra selecionar as mais votadas, hahaha, mas eu amo tanto essa interação, poder conversar, discutir e saber a opinião de todo mundo que é sempre tão diferente. A gente acaba descobrindo pontos positivos sobre determinados dramas e ainda nos divertimos muito. Sério, eu amo demais isso, e amo vocês! ? Já disse que sem vocês, nada disso teria graça! Muito obrigada por tudo!

Pra quem não sabe o que é a brincadeira pode ir no post anterior onde eu explico tudinho.  Mas vamos relembrar as etapas:

1ª Etapa: Indicados – Pré Votação – até 16/12/2018
2ª Etapa: Votação Final – de 18/12/2018 a 26/12/2018 (estamos aqui!)
3º Etapa: Resultados! (ainda estou definindo o dia que vai dar pra postar por ser fim de ano, perdoem. Mas provavelmente até a 5/01/2019)

Bom, continuando…

Esses dias terminei mais um drama, e esse especialmente foi daqueles que não tive pressa nenhuma. Primeiro porque não queria que acabasse, segundo porque queria aproveitar cada partezinha dele. É daqueles dramas pesados em sentimentos, mas com diálogos excelentes e personagens que nos cativam a cada episódio. O drama é da mesma roteirista de Stranger e foi exibido também na Netflix.

Apesar de ser um drama médico, Life aborda política, negócios e questões sociais. Com personagens fortes, complexos e uma história bem escrita, o drama é sobre perspectivas conflitantes entre médicos e a administração de um hospital universitário.

Estou de volta com o post de mais um dramão que me fez surtar e apaixonar por cada detalhe dele.

Life On Mars é o que eu chamo de obra de arte. Aquele drama perfeito e inteligente que mexe com nossas emoções, nos faz criar teorias e nos deixa mais confusos a cada episódio. Pra deixar tudo melhor ainda, o protagonista acorda nos 80 e a história se passa nessa época.

Esse drama já acabou faz um tempinho mas com a correria nem consegui postar a resenha antes. Agora finalmente consegui vir aqui e precisava sim falar de Wok of Love, já que foi motivo de muito surtos meus no querido Junho, aquele bolinho que me faz apaixonar em todo drama que aparece.

Lembro que além dos meus surtos pelo elenco, também fiquei um tanto incomodada por esse drama ter recebido vários comentários negativos, até que resolvi aceitar que eu ia mesmo contra toda a maré de dorameiros que estavam odiando o drama, porque eu estava gostando demais de Wok of Love e posso citar tantos motivos pra isso.

Eu geralmente não faço resenhas de dramas que eu não gostei tanto assim, porque não gosto de falar mal de drama nenhum, tem drama pra todos os gostos, mas dessa vez resolvi fazer o post mesmo assim porque ele não é ruim, nem muito bom, mas pode interessar um público mais restrito de espectadores.
Partners for Justice não tem personagens muito agradáveis mas a temática é boa, pois raramente vejo dramas que abordam a medicina forense como no caso desse. Além disso ainda tem algumas ceninhas de comédia e os casos são bem interessantes.

Olá dorameiros! Como vão? Acabaram vários dramas bons esses dias e eu estou um pouco atrasada aqui, mas vou postar esse drama incrível e logo logo tem mais um drama bom demais, aguardem! ?
A Poem A Day é um drama sobre fisioterapeutas e radiologistas com uma história simples mas muito tocante, o elenco não é tão popular mas os personagens são tão cativantes. E as poesias… Ah, são umas mais lindas que as outras! Um drama lindo e sensível. ?

Hoje eu venho com prazer falar desse draminha que fez meus dias mais felizes. Minhas noites, pra ser mais exata. Quando eu chegava do trabalho depois de um dia cansativo, tudo que eu queria era ligar o computador pra dar boas risadas e aliviar o estresse com Eulachacha Waikiki.

Desde os teasers e posters lançados, os dorameiros já estavam loucos pensando que esse poderia ser um drama incrível e de fato foi. Lembro que os teasers que a JTBC lançava eram bem diferentes, um deles era uma página com as avaliações de clientes que já tinham se hospedado na Waikiki, mas esses hóspedes eram personagens de outros dramas da JTBC, como da Bong Soon e de Age of Youth. ?

 Eulachacha Waikiki aborda a vida de pessoas comuns tentando alcançar seus sonhos em um enredo leve e de uma forma extremamente divertida e cativante. ?

Demorei um pouquinho para vir aqui de novo, mas porque eu confesso que não estava animada pra escrever resenha dos dramas que terminaram. Um deles foi Return, que eu prefiro não fazer um post só pra falar sobre minha indignação com o drama. Apesar dele ter um início incrível aos poucos fui perdendo o interesse e parece que ainda mudaram algo na história depois da metade do drama. Enfim, é uma história bem interessante mas depois vi muitos buracos e coisas que foram desnecessárias, poderiam ser diferentes… É isso. haha Falei de Return e agora vamos pro assunto do post que é Radio Romance.

Radio Romance é um desses dramas que tem vários clichês e um romance bonitinho mas a história é bem simples e rasa. Não é que seja ruim, no meu caso, tem dias que prefiro ver algo assim ao invés dos dramas surtantes. Acho que vai do momento e do gosto de cada um. Vou falar no post sobre os pontos positivos e negativos do drama.

Terminaram vários dramas esses dias e por mais que eu queira comentar sobre todos, vim correndo escrever sobre um drama que me segurou do começo ao fim. E eu sei que eu já falei num post recente que aquele drama era obra de arte, porque realmente Mother é, mas Misty também é uma obra de arte. E eu estou muito feliz com isso, gosto assim, dramas surtantes, por mais pesados e obscuros que sejam. Eu gosto é de emoção, de roteiro bem escrito, de atuações apaixonadas.

Misty trata assuntos como vingança, adultério e assassinato. É um drama adulto, com personagens maduros e uma história diferente dos padrões. A protagonista é marcante por ser fora do padrãozinho perfeito e é muito poderosa.  Uma história de suspense inteligente que nos mantém presos do começo ao fim. Simplesmente incrível!

Quando fiquei sabendo do lançamento desse drama já senti que seria daqueles que ia abalar meu coração de alguma forma, ou com muito sofrimento ou com muito amor. E hoje ainda lembro do primeiro episódio e como tudo aquilo que eu esperava aconteceu só que de forma muito mais intensa.

Nesse post vou falar de um dos dramas mais pesados e mais lindos que já assisti. Um drama que aborda abuso infantil, adoção, tem muitas lições e é comovente demais. Mother não é só um drama, Mother é uma obra de arte profunda sobre o significado de ser mãe.

“Existem pessoas que acham que você deve dar a luz para ser mãe, mas a mulher se torna mãe quando dá tudo de si por um ser tão pequeno”