Tag

korean drama

Browsing

Vou ser bem sincera: eu não gosto de histórias de vampiros! Não sei por que, não é culpa de Crepúsculo nem nada, eu apenas não me simpatizo com eles… ou pelo menos não simpatizava…
Eu AMEI esse dorama! Scholar Who Walks The Night traz uma história tão linda e emocionante, com os poderes dos vampiros e um romance fofinho. Tem escritores e desenhistas como profissões e é de época. O dorama é baseado em um famoso manhwa coreano (histórias em quadrinhos como mangás). Comecei a vê-lo porque queria muito ver algum drama de época e que fosse recente, e ainda mais depois que vi que tinha a fofa da Lee Yoo Bi como protagonista e o lindo do Lee Joon Gi. Resultado: mais um amorzinho em 2015.
tumblr_nu37fu3z3g1r5c02zo1_500 tumblr_nt8a5lGDSY1qex9y1o1_500

Antes de tudo já aviso: Esse post contém spoilers! Não costumo colocar spoilers nas resenhas aqui no blog, porque eu mesma os odeio, mas neste post impossível!
Resolvi começar esse texto por motivos de: She Was Pretty + uns amores passados. Não sei se vocês estão acompanhando o dorama, ele é novo e está atualmente no episódio 5 e 6 e eu já estou surtando, fico esperando loucamente pelos próximos episódios, não tá sendo fácil. O problema maior é que She Was Pretty está sendo um drama muito malvado com a gente, estão fazendo aquelas coisas que só doramas sabem fazer com excelência: o secundário ser apaixonante. 

O dorama começou a passar e eu não tinha visto nada sobre ele antes, eu estava em dia com todas as minhas séries e resolvi assistir Mask pra “passar o tempo”. Era a primeira semana da transmissão, então só tinha dois episódios disponíveis pra assistir e eu fiquei em choque porque queria ver mais e não tinha! Surtei na primeira semana, na segunda, na terceira… até o fim do drama. E aqui estou apaixonada e feliz da vida por ter assistido essa maravilha.
Mask é um k-drama com muito drama e suspense, um romance puro e maduro, personagens incríveis do vilão ao mocinho, uma trilha sonora instrumental maravilhosa e a evolução de uma funcionária de shopping à rainha.

A primeira vez que vi um poster de Ex-Girlfriends Club já me interessei: o que são essas loucas agarrando esse cara? Depois fui procurar informações e descobri que a Song Ji Hyo (de Running Man) seria a protagonista, então surtei: PRECISO ver esse drama! E quase no lançamento é que fui descobrir que mais uma atriz que eu gosto estava presente a  Lee Yoon Ji (de The King 2 Hearts) e então só me restava aguardar ansiosamente a estréia.
Ex-Girlfriends Club tem um estilo único, desde o tema até a produção e a OST, além disso tem duas profissões que não são clichês em dorama: produtora de cinema e cartunista. É aquela série de comédia levinha e gostosa de assistir. E quando aquelas quatro mulheres se juntam: altas gargalhadas!
tumblr_nouhp96kw41qhwo8bo5_r1_400 (1)tumblr_nouhp96kw41qhwo8bo3_r1_400

Dá para acreditar que comecei a ver esse dorama porque me apaixonei pela trilha sonora? Esse foi o principal motivo sim, mas eu acabei morrendo de amores por Punch. ♥
Antes de começar, preciso alertar que esse é um drama diferente de tudo que eu vejo. Por que? Ele é sobre política, leis e corrupção, e pra falar a verdade, eu odeio histórias sobre política. Então por que gostei tanto assim? Ah amigos, isso é uma resposta que vai levar o post inteiro, então bora começar:

Não consigo mais ver pirulitos sem lembrar desse dorama. Também aprendi uma lição: 1% de chance pode dar certo sim. Que amor, que doce, que lindo! Queria mais 200 episódios de Falling for Innocence.

É 100% de certeza que todo aquele que nasceu, morrerá. De todas as coisas que eu conheço, a coisa mais justa é a morte. Eu já estou quase lá. Eu só preciso aguentar mais um pouco.” – Min Ho 

tumblr_nmrvj4s2qX1syqxe8o4_400    tumblr_no2xi9kyvG1taa1z6o3_r1_500
O dorama acabou faz algumas semanas e eu não consegui superar ainda. Espero que eu consiga transmitir pra vocês aquilo que senti enquanto assistia sem perder um pedacinho sequer.
Eu me identifiquei logo de cara quando vi que os dois atores maravilhosos de Cruel City estariam nesse drama. Depois, li a sinopse e gostei, depois vi o primeiro episódio e aí eu tive certeza de que este está na minha lista de favoritos do ano.

Nunca um dorama misturou tão bem ação e romance. Por incrível que pareça, foi para mim o dorama mais fofo do ano. Adorei ver o Healer durão lutando, o Healer bobinho e inocente sendo jornalista e o Healer apaixonadíssimo, tudo em um mesmo episódio.
tumblr_np7z3vKETr1t9xplro3_500tumblr_nms34fRi3k1sn455io1_500
Tudo é sensacional em Healer, a história bem construída, as cenas de ação, os atores excelentes, a trilha sonora… Meses se passaram e eu ainda tento superar o que Healer fez comigo. Bom, escrevi bastante mas também tem muitas fotos pra vocês se apaixonarem, então divirtam-se . 🙂 

Nunca pensei que seria possível eu me apaixonar tanto por sete personalidades de uma vez.
Ao terminar o dorama, eu pensei: o melhor de 2015! Kill Me Heal Me reuniu um tema tão bom, com um misterioso roteiro, uma genialidade na direção e ótimas cenas cômicas. Então como não amar?
“Viver com diferentes identidades é um mecanismo de defesa para viver em mundo cruel” (Kill Me, Heal Me)

Essa é a primeira vez que não estou vendo doramas antigos, estou vendo os doramas atuais, super atuais, que estão passando nas TV’s da Coréia nesse exato momento.
A sensação é diferente, porque são lançados apenas dois episódios por semana, então a expectativa para o próximo episódio é bem mais intensa. Fico mais emocionada e surtando mais que o normal. Então bora falar de Ex-Girlfriends Club, The Producers, Who Are You School 2015 e Mask

Eu fiquei extasiada com tamanha perfeição de dorama. Nos primeiros três minutos do primeiro episódio já jogam na sua cara policiais em uma missão, uma noite em uma cidade perturbada e um cara que acaba de cair de cima de um prédio.  Meus olhos brilharam, minha mente ficou bagunçada, eu apenas queria ver mais e mais daquela trama viciante.
“O mundo é como um espelho. Se você cuspir e xingar nele, ele irá cuspir e xingar você de volta.”