Tag

policial

Browsing

Catch The Ghost foi um drama subestimado demais pelos dorameiros brasileiros. Em época de exibição, pouquíssimas pessoas comentavam sobre ele, e após terminar, nas premiações e tags de fim de ano, ele foi completamente esquecido. E é uma pena, mesmo.

É compreensível que muitos preferiram esperar pra ver onde ia dar, de fato. Já há algum tempo que a tvN tem falhado em lançar bons dramas de investigação. E os créditos dos melhores tem ido todos para a OCN. Mas aqui, quero deixar claro que Catch The Ghost não é somente um drama investigativo de suspense, é uma comédia, quase romântica, com toques de suspense, e diferentemente das tentativas recentes, essa funciona, e muito bem.

Outro bom motivo para assistir ao drama, é a volta da Moon Geun Young para as telinhas depois de 4 anos. Talvez dorameiros novos não a conheçam, no entanto, ela é uma atriz excelente e seu último drama The Village: Achiara’s Secret, foi um suspense e mistério dos bons exibido pela SBS em 2015.

You’ve got a smile I want to see/ You’ve got a heart to carry me ♫♪

Olá dorameiros que curtem uma lição de vida, vim panfletar mais um drama pra vocês! Live esteve esquecido em minha lista por um bom tempo mas, após assistir dois dramas no ar, eu precisava olhar com mais atenção aos títulos já completos e disponíveis nas plataformas online e pra falar a verdade eu não me lembro ao certo o que me fez começar Live. Talvez as frustrações por ter droppado muitos títulos antes, por querer dar mais uma chance para um drama pouco falado (como aconteceu com Prison Playbook) e também o gênero policial que vem interessando em razão de suas investigações conduzirem o ritmo do drama e dificilmente fazerem você querer largá-lo… porém, Live foi além disso e me surpreendeu em sua profundidade.

Põe a OST pra tocar e vamos conhecer cada pedaço que compõe essas estórias em mais uma obra-prima de Noh Hee Kyung, autora de Dear My Friends e It’s Okay That’s Love.

Live | 라이브
Episódios: 18 | Emissora: tvN/Netflix | Trasmissão: 10/Março – 06/Maio/2018

Estou devendo essa resenha já faz um tempão, né?! Me perdoa, o fim de ano e a premiação do LoveCode Awards tomou boa parte do meu tempo, mas eu não esqueci da resenha não. E olha eu aqui nas últimas horas do ano pra falar de Mad Dog.

O drama chamou minha atenção logo de início quando vi o elenco, mas me pegou mesmo quando me fez apaixonar pelos personagens. A trama começou bem mas ao longo dos episódios a história de Mad Dog deixou um pouco a desejar na parte dos “vilões”, vou explicar os detalhes no post, mas que eu gostava muito do grupinho da Mad Dog, ah eu gostava bastante! Pra mim, eles eram como uma família.

Esse drama acabou há alguns dias e eu já estou com saudades! Foi um drama que surtei demais, que me senti tão injustiçada no lugar do protagonista. Minha vontade era de entrar na tela do notebook e arrancar os cabelos do vilão! hahah ~ mentira, queria mais que isso! ~ ??

Defendant me tirava do sério todo episódio. O drama é cheio de emoções e reviravoltas. A atuação do elenco todo é impecável e temos aqui um protagonista incrível e mais um nome na lista de melhores vilões dos k-dramas.

Estou tão sem palavras para descrever o quanto amei Signal. Parece que a única coisa que vem à minha mente é: genial. Estou apaixonada pelo roteiro incrível que o drama apresentou, um roteiro que não teve um furo sequer e não deixou a desejar em nenhum momento nesses 16 episódios.
Signal é um drama policial com uma temática perfeita: comunicação entre passado e futuro. Com clima de filme, me senti vendo uma superprodução, melhor que Hollywood com certeza. Esse roteiro, não tem pra ninguém! ♥ Um dos melhores doramas do ano.
”If we don’t give up, there is hope.” – Signal